Mensagens

A mostrar mensagens de 2011

2012

Imagem

Um sonho

Não posso escrever sobre outra coisa. E não devia escrever nada hoje. Penso um instante no que sentirão os leitores: essa coisa que me emociono de maneira tão profunda, o sonho que ainda me dói no corpo e na alma; será para eles uma história vulgar; pior ainda precisarei escrever com muito cuidado, para que esse instante de infinita pureza que eu vivi não parece a outrem, apenas um pequeno trecho de literatura barata. Na verdade não houve nem mesmo um beijo, ou, se houve, ele perdeu qualquer sentido, para ficar apenas dentro de mim essa impressão de doçura profunda e perfeita felicidade. Aquela mulher estava nua. E escrevendo 'mulher nua' no jornal, como soa a escândalo. Seria preciso escrever com uma grande delicadeza para fazer sentir como eu senti naquele momento beleza, pureza — alguma coisa tão limpa e tão suave, além de quer desejo, apenas o sentimento da vida mansa daquela pele de um dourado pálido. Além dos nossos sentidos há um outro — mas não estou falando de as espi…

Chico Buarque e Com Açucar, Com Afeto

Imagem
:)


Ravel e Bolero

Imagem
Já muito tempo que não ouvia isto e apeteceu-me :)


Desejos (para 2012)

Desejo a você
Fruto do mato Cheiro de jardim Namoro no portão Domingo sem chuva Segunda sem mau humor Sábado com seu amor Filme do Carlitos Chope com amigos Crónica de Rubem Braga Viver sem inimigos Filme antigo na TV Ter uma pessoa especial E que ela goste de você Música de Tom com letra de Chico Frango caipira em pensão do interior Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável Ver a Banda passar Noite de lua Cheia Rever uma velha amizade Ter fé em Deus Não ter que ouvir a palavra não Nem nunca, nem jamais e adeus. Rir como criança Ouvir canto de passarinho Sarar de resfriado Escrever um poema de Amor Que nunca será rasgado Formar um par ideal Tomar banho de cachoeira Pegar um bronzeado legal Aprender um nova canção

Acaso

No acaso da rua o acaso da rapariga loira. 
Mas não, não é aquela. 

A outra era noutra rua, noutra cidade, e eu era outro. 
Perco-me subitamente da visão imediata, 
Estou outra vez na outra cidade, na outra rua, 
E a outra rapariga passa. 

Que grande vantagem o recordar intransigentemente! 
Agora tenho pena de nunca mais ter visto a outra rapariga, 
E tenho pena de afinal nem sequer ter olhado para esta. 

Que grande vantagem trazer a alma virada do avesso! 
Ao menos escrevem-se versos. 
Escrevem-se versos, passa-se por doido, e depois por gênio, se calhar, 
Se calhar, ou até sem calhar, 
Maravilha das celebridades! 

Ia eu dizendo que ao menos escrevem-se versos... 
Mas isto era a respeito de uma rapariga, 
De uma rapariga loira, 
Mas qual delas? 
Havia uma que vi há muito tempo numa outra cidade, 
Numa outra espécie de rua; 
E houve esta que vi há muito tempo numa outra cidade 

A Maior Flor do Mundo

Imagem
:)


Rir :D

Rir é viver profundamente.
Milan Kundera



Zero 7 e In The Waiting Line

Imagem
Hoje, apetece-me isto :)


Há para aí uns moços...

Imagem
... que publicaram isto :D



A toponímia...

Imagem
... tem sempre lógica :D






Coldplay e Amsterdam

Imagem
Apetece-me muito :)



Tudo seria...

Imagem
... muito mais fácil :)


Cinco Dias, Cinco Noites

Imagem
Com 19 anos incompletos, André viu-se forçado a emigrar. Arranjaram-lhe dinheiro, deram-lhe um endereço para o Porto e disseram-lhe que aí se resolveria a passagem de fronteira para Espanha. As coisas não foram, porém, assim tão fáceis. No Porto, as pessoas a quem ia recomendado garantiram de principio nada poderem fazer. Só depois de duas enervantes semanas de espera acabaram por indicar um tal Lambaça, contrabandista, que se dizia disposto a levar André para Espanha... Manuel Tiago 





Jacques Fresco

Imagem
Tem mesmo que acabar!



A mente livre está em perigo.

A nossa espécie é a única espécie criativa, e tem apenas um único instrumento criativo, a mente e espírito únicos de cada homem. Nunca nada foi criado por dois homens. Não existem boas colaborações, quer em arte, na música, na poesia, na matemática, na filosofia. De cada vez que o milagre da criação acontece, um grupo de pessoas pode construir com base nela e aumentá-la, mas o grupo em si nunca inventa nada. A preciosidade reside na mente solitária de cada homem. 
E agora existem forças que enaltecem o conceito de grupo e que declararam uma guerra de exterminação a essa preciosidade, a mente do homem. Através das mais variadas formas de pressão, repressão, culto, e outros métodos violentos de condicionamento, a mente livre tem sido perseguida, roubada, drogada, exterminada. E este é um rumo de suicídio colectivo que a nossa espécie parece ter tomado. 
E é nisto que eu acredito: que a mente livre e criativa do homem individual é a coisa mais valiosa no mundo. E é por isto que eu estou di…

Nina Simone e You Don't Know What Love Is

Imagem
Apetece-me. Muito. Sempre! :)



Pós-Natal

Imagem

Para os filhos dos homens que nunca foram meninos...

Imagem
Fecharam os telhais. Com os prenúncios de outono, as primeiras chuvas encheram de frémito o lodaçal negro dos esteiros, e o vento agreste abriu buracos nos trapos dos garotos, num arrepio de águas e de corpos. Também sobre os fornos e engenhos perpassou lufada desoladora, que não deixava o fumo erguer-se para o alto. Que indústria como aquela queria vento, é certo; mas sol também. — Vento para enxugar e sol para calcinar — sentenciavam os mestres. Mas o sol andava baixo: não calcinava o tijolo, nem as carnes juvenis da malta.
Menos por isso que pela fraqueza das vendas, os patrões não quiseram arriscar mais dinheiro nas fornadas. Ano mau... Todos os anos se dizia o mesmo. Desde que apareceu a telha francesa, e o bloco de cimento levou tudo de mal a pior. — Indústria pobre, senhor Castro — chorava-se o Zé Vicente ao pagar a renda do terreno.  — Indústria pobre... — E era. Desde os garotos maltrapilhos aos valadores que vinham de muito longe — sete horas de comboio, a sonhar jornas impossí…

Massive Attack e Unfinished sympathy

Imagem
Apetece-me :)


Frank Sinatra e The Little Drummer Boy

Imagem
Não consigo passar esta quadra sem ouvir isto :)


A nossa...

Imagem
... mesa, neste Natal!


As iguarias estavam uma delícia!  Comi até dizer 'já chega'... :}

M.C. Escher

Imagem
Gosto muito disto :)



:)

Coração habitado

Aqui estão as mãos.
São os mais belos sinais da terra.
Os anjos nascem aqui:
frescos, matinais, quase de orvalho,
de coração alegre e povoado.

Ponho nelas a minha boca,
respiro o sangue, o seu rumor branco,
aqueço-as por dentro, abandonadas
nas minhas, as pequenas mãos do mundo.
Alguns pensam que são as mãos de deus,
— eu sei que são as mãos de um homem,
trémulas barcaças onde a água,
a tristeza e as quatro estações
penetram, indiferentemente.
Não lhes toquem: são amor e bondade.
Mais ainda: cheiram a madressilva.
São primeiro homem, a primeira mulher.
E amanhece.
Eugénio de Andrade

A procura do amor...

Neuman e Sil Fono

Imagem
Apetece-me um presente fantástico que tive neste Natal :)





Natal

Imagem
Foi numa cama de folhelho,
entre lençóis de estopa suja
num pardieiro velho.
Trinta horas depois a mãe pegou na enxada
e foi roçar nas bordas dos caminhos
manadas de ervas
para a ovelha triste.
E a criança ficou no pardieiro
só com o fumo negro das paredes
e o crepitar do fogo,
enroscada num cesto vindimeiro,
que não havia berço
naquela casa.
E ninguém conta a história do menino
que não teve
nem magos a adorá-lo,
nem vacas a aquecê-lo,
mas que há-de ter
muitos reis da Judeia a persegui-lo;
que não terá coroas de espinhos
mas coroas de baionetas
postas até ao fundo do seu corpo.
Ninguém há-de contar a história do menino.
Ninguém lhe vai chamar o Salvador do Mundo. Álvaro Feijó

Boas Festas!

Imagem

Jazz no Natal...

Imagem
... com Ella Fitzgerald :)


Miss Piggy e Santa Baby

Imagem
Outra versão muito mais sensual!

 :D :D :D

Eartha Kitt e Santa Baby

Imagem
Apetece-me a minha canção de Natal :)


Estrela do ocidente

Por teus olhos acesos de inocência
Me vou guiando agora, que anoitece.
Rei Mago que procura e desconhece
O caminho,
Sigo aquele que adivinho
Anunciado
Nessa luz só de luz adivinhada,
Infância humana, humana madrugada.
Presépio é qualquer berço
Onde a nudez do mundo tem calor
E o amor
Recomeça.
Leva-me, pois, depressa,
Através do deserto desta vida,
À Belém prometida...
Ou és tu a promessa?
Miguel Torga

Elvis Presley e Merry Christmas Baby

Imagem
Apetece-me :)


Xá cá tô!

Imagem

Com o Natal...

Imagem
... não tens hipótese, oh 'coiso' :D


Falavam-me de Amor

Quando um ramo de doze badaladas se espalhava nos móveis e tu vinhas
solstício de mel pelas escadas
de um sentimento com nozes e com pinhas,

menino eras de lenha e crepitavas
porque do fogo o nome antigo tinhas
e em sua eternidade colocavas
o que a infância pedia às andorinhas.

Depois nas folhas secas te envolvias
de trezentos e muitos lerdos dias
e eras um sol na sombra flagelado.

O fel que por nós bebes te liberta
 e no manso natal que te conserta
só tu ficaste a ti acostumado. Natália Correia

B.B. King e Merry Christmas Baby

Imagem
Apetece-me começar a ficar com espírito natalício :)


Já me aconteceu!

Imagem
:D


Movo-me entre dois atalhos

Imagem
Movo-me entre dois atalhos atravessados por um rio. Encontro em cada um árvores frondosas, sombras frescas que me refrescam. Não decido que direcção seguir.
Sou limitada pelo teu olhar, do lado direito. Do lado esquerdo, um outro olhar envolve-me. A escolha tem de ser rápida, segura, pensada com a parte de nós que habitualmente não pensa.
Mas talvez fique assim, apenas uma ilha no interior desse rio que atravessa os dois caminhos e continua o seu curso imparável. Maria Carlos Loureiro



Recebi este presente de Natal.  Antecipado, mas chegou na hora certa.  No momento exacto. Amei!  O Acasos e Mistérios de Maria Carlos Loureiro. E o Cumprimento do Klimt. Obrigada :)

3 Doors Down e When I'm Gone

Imagem
Apetece-me isto :)


Quem se lembra...

Imagem
... da Declaração Universal dos Direitos Humanos?


Futuro

Tentai apreender a vossa consciência e sondai-a. Vereis que está vazia, só encontrareis nela o futuro. Nem sequer falo dos vossos projectos e expectativas: mas o próprio gesto que surpreendeis de passagem só tem sentido para vós se projectardes a sua realização final para fora dele, fora de vós, no ainda-não. Mesmo esta taça cujo fundo não se vê — que se poderia ver, que está no fim de um movimento que ainda não se fez —, esta folha branca cujo reverso está escondido (mas poderia virar-se a folha) e todos os objectos estáveis e sólidos que nos rodeiam ostentam as suas qualidades mais imediatas, mais densas, no futuro. 
O homem não é de modo nenhum a soma do que tem, mas a totalidade do que não tem ainda, do que poderia ter. E, se nos banhamos assim no futuro, não ficará atenuada a brutalidade informe do presente? O acontecimento não nos assalta como um ladrão, visto que é, por natureza, um Tendo-sido-Futuro. E, para explicar o próprio passado, não será a primeira tarefa do historiador …

Ainda não terminou...

Imagem
... mas já estou mais aliviadita!


Ufaaaaaa..................................

Nickelback e If Everyone Cared

Imagem
Hoje apetece-me :)


Desistir? Nunca!

:)


Estou assim!

Imagem
Ninguém se aproxime...



O que distingue um amigo de verdade

Não se pode ter muitos amigos. Mesmo que se queira, mesmo que se conheçam pessoas de quem apetece ser amiga, não se pode ter muitos amigos. Ou melhor: nunca se pode ser bom amigo de muitas pessoas. Ou melhor: amigo. A preocupação da alma e a ocupação do espaço, o tempo que se pode passar e a atenção que se pode dar — todas estas coisas são finitas e têm de ser partilhadas. Não chegam para mais de um, dois, três, quatro, cinco amigos. É preciso saber partilhar o que temos com eles e não se pode dividir uma coisa já de si pequena (nós) por muitas pessoas. 
Os amigos, como acontece com os amantes, também têm de ser escolhidos. Pode custar-nos não ter tempo nem vida para se ser amigo de alguém de quem se gosta, mas esse é um dos custos da amizade. O que é bom sai caro. A tendência automática é para ter um máximo de amigos ou mesmo ser amigo de toda a gente. Trata-se de uma espécie de promiscuidade, para não dizer a pior. Não se pode ser amigo de todas as pessoas de que se gosta. Às vezes, …

Embora não me apeteça...

Imagem
... tem que ser!

Continuando.......................................................

Foo Fighters e Times Like These

Imagem
Hoje apetece-me :)


Continuando...

Imagem
... a ser burocrata :(

Cesária Évora e Sodade

Imagem
1941-2011


Sou a tua casa

Sou a tua casa, a tua rua, a tua segurança, o teu destino. Sou a maçã que comes e a roupa que vestes. Sou o degrau por onde sobes, o copo por onde bebes, o teu riso e o teu choro, o teu frio e a tua lareira. O pedinte que ajudas, o asilo que te quer acolher. Sou o teu pensamento, a tua recordação, a tua vontade. E também o artesão que para ti trabalha, o medo que te perturba e o cão que te guia quando entras pela noite. Sou o sítio onde descansas, a árvore que te dá sombra, o vento que contigo se comove. Sou o teu corpo, o teu espírito, o teu brilho, a tua dúvida. Sou a tua mãe, o teu amante, o marfim dos teus dentes. E sou, na luz do outono, o teu olhar. Sou a tua parteira e a tua lápide. Os teus vinte anos. O coração sepultado em ti. Sou as tuas asas, a tua liberdade, e tudo o que se move no teu interior. Sou a tua ressaca, o teu transtorno, o relógio que mede o tempo que te resta. Sou a tua memória, a memória da tua memória, o teu orgulho, a fecundação das tuas entranhas, a absolvi…

Melanie Safka e To love somebody

Imagem
Apetece-me muito! Sempre :)


Finalmente...

Imagem

Goldmund e In A Notebook

Imagem
Só me apetece isto :)


E...

Imagem

Stone Sour e Bother

Imagem
Hoje apetece-me isto :)


OK Go e This Too Shall Pass

Imagem
:)


A última pincelada

Viveu em tempos um pintor que nunca conseguia acabar de pintar umaave, fosse ela uma cegonha ou uma garça. Quando se preparava para dar a última pincelada, ela levantava vôo.
E o pintor ficava muito tempo ainda a persegui-la com o pincel no céuazul...

Jorge de Sousa Braga