Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2011

:D

Imagem
Se resultou com o Bruno Nogueira, também vai resultar comigo lá no problema do bracso do gkifeprot... Espero! :D


Achei...

Imagem
... lindo! E também achei que parou pouca gente para apreciar...


Ignorância

Alguma coisa há mais perigosa do que a ignorância, e é não a conhecer; porque todas as ignorâncias humanas, que são mais inumeráveis do que as estrelas do céu, a pior de todas, a mais fatal, a mais fecunda de infinitos desastres, é a ignorância da própria ignorância. Paolo  Mantegazza



Humanos e A culpa é da vontade

Imagem
Apetece-me. Muito :)


Olha que boa ideia!

Desculpar um falhado

É uma tolice desculpar um falhado com argumentos de meio, época, saúde, idade, etc. O verdadeiro triunfador cria as condições da sua realização. Que se importa a gente com as doenças de Beethoven, e que pesam elas na sua obra? A natureza, quando dá génio, dá forças, tempo e coragem para vencer todos os obstáculos que o não deixem desabrochar. Não há malogrados. O único argumento a favor da sua existência é a idade. Ora na idade de malogrados morreram Keats, Cesário e Rafael... 
Construir uma vida e uma obra parece ter sido sempre a façanha dos grandes. E se Goethe precisou de oitenta anos para se cumprir, Shelley pediu um prazo mais curto à natureza. O que tinha a dizer, dizia-se mais depressa... 

Miguel Torga

Oasis e Wonderwall

Imagem
Apetece-me :)


Teus olhos

Teus olhos são a pátria do relâmpago e da lágrima, 
silêncio que fala, 
tempestades sem vento, mar sem ondas, 
pássaros presos, douradas feras adormecidas, 
topázios ímpios como a verdade, 
outono numa clareira de bosque onde a luz canta no ombro 
duma árvore e são pássaros todas as folhas, 
praia que a manhã encontra constelada de olhos, 
cesta de frutos de fogo, 
mentira que alimenta, 
espelhos deste mundo, portas do além, 
pulsação tranquila do mar ao meio-dia, 
universo que estremece, 
paisagem solitária. 

Octavio Paz



King Crimson e Epitaph

Imagem
Apetece-me. Muito :)

Por associação de ideias ;)

Psico e Al's e Epitáfio

Imagem
Apetece-me dois em um :)

Ao tempo que não ouvia isto!

;D

Imagem

Clocktower

Imagem
:)



Conta comigo sempre.

Conta comigo sempre. Desde a sílaba inicial até à última gota de sangue. Venho do silêncio incerto do poema e sou, umas vezes constelação e outras vezes árvore, tantas vezes equilíbrio, outras tantas tempestade. A nossa memória é um mistério, recordo-me de uma música maravilhosa que nunca ouvi, na qual consigo distinguir com clareza as flautas, os violinos, o oboé. 
O sonho é, e será sempre e apenas, dos vivos, dos que mastigam o pão amadurecido da dúvida e a carne deslumbrada das pupilas. Estou entre vazios e plenitudes, encho as mãos com uma fragilidade que é um pássaro sábio e distraído que se aninha no coração e se alimenta de amor, esse amor acima do desejo, bem acima do sofrimento. 
Conta comigo sempre. Piso as mesmas pedras que tu pisas, ergo-me da face da mesma moeda em que te reconheço, contigo quero festejar dias antigos e os dias que hão-de vir, contigo repartirei também a minha fome mas, e sobretudo, repartirei até o que é indivisível. Tu sabes onde estou. 
Sabes como me cham…

Dire Straits e Brothers In Arms

Imagem
:}


o suporte da música

o suporte da música pode ser a relação 
entre um homem e uma mulher, a pauta 
dos seus gestos tocando-se, ou dos seus 
olhares encontrando-se, ou das suas 

vogais adivinhando-se abertas e recíprocas, 
ou dos seus obscuros sinais de entendimento, 
crescendo como trepadeiras entre eles. 
o suporte da música pode ser uma apetência 

dos seus ouvidos e do olfacto, de tudo o que se 
ramifica entre os timbres, os perfumes, 
mas é também um ritmo interior, uma parcela 
do cosmos, e eles sabem-no, perpassando 

por uns frágeis momentos, concentrado 
num ponto minúsculo, intensamente luminoso, 
que a música, desvendando-se, desdobra, 
entre conhecimento e cúmplice harmonia. 
Vasco Graça Moura

Carlos Santana e Soul Sacrifice

Imagem
E isto :)


Jimi Hendrix e Hey Joe

Imagem
Também me apetece :)


Eric Clapton e Cocaine

Imagem
Apetece-me :)


What a Girl Really Wants

Imagem
:)


Poema do silêncio

Sim, foi por mim que gritei. 
Declamei, 
Atirei frases em volta. 
Cego de angústia e de revolta. 

Foi em meu nome que fiz, 
A carvão, a sangue, a giz, 
Sátiras e epigramas nas paredes 
Que não vi serem necessárias e vós vedes. 

Foi quando compreendi 
Que nada me dariam do infinito que pedi, 
— Que ergui mais alto o meu grito 
E pedi mais infinito! 

Eu, o meu eu rico de baixas e grandezas, 
Eis a razão das épi-trági-cómicas empresas 
Que, sem rumo, 
Levantei com sarcasmo, sonho, fumo... 

O que buscava 
Era, como qualquer, ter o que desejava. 
Febres de Mais. Ânsias de Altura e Abismo, 
Tinham raízes banalíssimas de egoísmo. 

Uauuuu!

Imagem
:D


Goldmund e Alberta

Imagem
Apetece-me :)


Hoje...

Imagem
... o meu mar, o meu céu e a minha praia estavam assim :)


Por isso...

Imagem
... é que eu prefiro este! Os melhores não prestam :D


Jamie Cullum e Everlasting Love

Imagem
Também me apetece :)


1896?!?!

Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas; um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai; um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom, e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que um lampejo misterioso da alma nacional, reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta. 
Uma burguesia, cívica e politicamente corrupta até à medula, não descriminando já o bem do mal, sem palavras, sem vergonha, sem carácter, havendo homens que, honrados na vida íntima, descambam na vida pública em pantomineiros e sevandijas, capazes de toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira a falsificação, da violência ao roubo, donde provem que na política portuguesa sucedam, entre a indiferença geral,…

Sonho

Sonho. Não sei quem sou neste momento. 
Durmo sentindo-me. Na hora calma 
Meu pensamento esquece o pensamento, 
Minha alma não tem alma. 

Se existo é um erro eu o saber. Se acordo 
Parece que erro. Sinto que não sei. 
Nada quero nem tenho nem recordo. 
Não tenho ser nem lei. 

Lapso da consciência entre ilusões, 
Fantasmas me limitam e me contêm. 
Dorme insciente de alheios corações, 
Coração de ninguém. 

Fernando Pessoa

Annette Peacock e Too much in the skies

Imagem
Hoje apetece-me :)



A Luta

A luta do homem contra o poder é a luta da memória contra o esquecimento.
Milan Kundera


Monumento...

Imagem
... aos 'furas'.


Area e Internacional

Imagem
Hoje, dia de greve, apetece-me!




Obviamente...

Imagem
... estou novamente em greve! Um ano depois.



O analfabeto político

Imagem
O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, da renda de casa, dos sapatos, dos remédios, dependem das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro  que se orgulha e enche o peito de ar dizendo que odeia a política.
Não sabe, o idiota,  que da sua ignorância política  nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, aldrabão, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo. Bertolt Brecht

Iodo e Malta à Porta

Imagem
Só mesmo na RTP Memória :D

Lembrei-me também da discoteca Iodo, em Espinho, que frequentámos numas férias FABULOSAS!  E, claro, isto era o ex libris! :)

Hoje...

Imagem
... estou nostálgica :)



Trabalhadores do Comércio e Chamem a Policia

Imagem
Lembrei-me da paixão que tive pelo Sérgio Castro por aparecer a fazer tricot num anúncio publicitário na dita revista Mulheres :D


Minha senhora de mim

Comigo me desavim
minha senhora
de mim

sem ter dor ou ser cansaço
nem o corpo que disfarço

Comigo me desavim
minha senhora
de mim

nunca dizendo comigo
o amigo nos meus braços

Comigo me desavim
minha senhora
de mim

recusando o que é desfeito
no interior do meu peito
Maria Teresa Horta

Feminismo

Imagem
Nessa altura era eu uma fervorosa leitora da revista Mulheres, cuja chefe de redacção era Maria Teresa Horta, e para a qual cheguei a enviar uma carta para demonstrar todo o meu feminismo!
E seguia apaixonadamente tudo o que dissesse respeito às Três Marias e às suas Novas Cartas Portuguesas.


:)

UHF e Anjo Feiticeiro

Imagem
Hoje apetece-me :D

Meu Deus... onde já vai o meu concerto de finalistas de liceu! Eu e a B. estávamos lindas! Fizemos o maior sucesso com os vestidos vindos directamente de Londres :)

Aretha Franklin e A Natural Woman

Imagem
Ouvi isto desde sempre e apeteceu-me :)


Looking out on the morning rain
I used to feel uninspired
And when I knew I had to face another day
Lord, it made me feel so tired
Before the day I met you, life was so unkind
But you were the key to my peace of mind Cause you make me feel, you make me feel, you make me feel like
A natural woman When my soul was in the lost-and-found
You came along to claim it
I didn't know just what was wrong with me
Till your kiss helped me name it
Now I'm no longer doubtful of what I'm living for
Cause if I make you happy I don't need no more Cause you make me feel, you make me feel, you make me feel like
A natural woman Oh, baby, what you've done to me
You make me feel so good inside
And I just want to be close to you
You make me fell so alive
Cause you make me feel, you make me feel, you make me feel like
A natural woman

Alvíssaras...

... a quem me encontrar um livro que já procurei por todo o lado e não encontro :(
Dá-se recompensa :D

O Estádio de Wimbledon de Daniele del Giudice!


Florence & The Machine e Say My Name

Imagem
Também me apetece isto :)


Também acho :D

Imagem

Laura Marling e Alas I Cannot Swim

Imagem
:)


Impossivel vs improvável

O homem pode acreditar no impossível, mas nunca pode acreditar no improvável.
Oscar Wilde

Dançarina espanhola

Como um fósforo a arder antes que cresça
a flama, distendendo em raios brancos
suas línguas de luz, assim começa
e se alastra ao redor, ágil e ardente,
a dança em arco aos trêmulos arrancos.

E logo ela é só flama, inteiramente.

Com um olhar põe fogo nos cabelos
e com arte sutil dos tornozelos
incendeia também os seus vestidos
de onde, serpentes doidas, a rompê-los,
saltam os braços nus com estalidos.

Então como se fosse um feixe aceso,
colhe o fogo num gesto de desprezo,
atira-o bruscamente no tablado
e o contempla. Ei-lo ao rés do chão, irado,
a sustentar ainda a chama viva.
Mas ela, do alto, num leve sorriso
de saudação, erguendo a fronte altiva,
pisa-o com seu pequeno pé preciso.

Rainer Maria Rilke

Gwendal e Menez Aval

Imagem
Hoje apetece-me :)


Depois de...

Imagem
... 12 (DOZE) horas de trabalho, gosto de cheiro a rosmaninho e alecrim! E dormir... :)



Feist e Intuition

Imagem
Apetece-me :)


Hoje...

Imagem
... estou revolucionária!


Zeca Afonso e Canta Camarada

Imagem
O verdadeiro, o maior, o único!


Luis Cília e Recuso-me

Imagem
Também eu! Esta é para a minha amiga L. :)