Mãe

Mãe, é Natal!
Abriu já em flor
A japoneira branca do quintal

E as laranjas ganham cor
Apesar dos dias breves
E baços

Aquelas laranjas, Mãe
Que minhas tenras mãos
Só alcançavam
Dos ramos floridos
Dos teus braços.
A. Riomonte
Roberto Weigand

Comentários

Mensagens populares deste blogue