O Amor em Linguagem de Computador

Percorro com os dedos o teclado
e acaricio nele a tua pele
que imagino morena e macia.

Envolvo com o olhar o monitor aceso
e procuro aí os teus olhos
que suponho escuros e ardentes.

Passeio com o rato no tapete
e sinto os teus lábios no meu corpo,
vagarosamente deslizando
e deixando nele o sabor que imagino em ti.
Maria Carlos Loureiro
Iratxe Lopez














Dedicado a um querido amigo que conheci por causa destas coisas dos blogs... E, esta amizade, será para sempre! *.*

Comentários

Sara disse…
Afinal a energia não tem forma nem cor...sente-se.


Um beijo e um sorriso
:-)
nêspera disse…
E por aqui a energia quer-se sempre positiva!

Bjis :)

Mensagens populares deste blogue